As novidades estão nos trens entre Itu e Salto, de Campinas a Jaguariúna e em Campos do Jordão. Todos ampliaram os horários e dias de funcionamento e passaram a oferecer descontos para as férias escolares de julho.

A maria-fumaça operada pela ABPF (Associação Brasileira de Preservação Ferroviária) de Campinas a Jaguariúna (imagem de abertura) implantou tarifa única de R$ 70 para as viagens feitas no período da tarde no mês de julho e reduziu os valores dos bilhetes em todos os outros horários. O percurso completo, que custava R$ 200 (inteira), está sendo vendido durante este mês a R$ 150, enquanto o meio percurso baixou de R$ 160 para R$ 120.

Em Campos do Jordão, após sete anos fora de operação, uma maria-fumaça, fabricada em 1947, voltou aos trilhos em junho, com quatro horários aos sábados e domingos. Neste mês, a rota na ferrovia inaugurada em 1914, também será oferecida às sextas-feiras. A rota ferroviária tem quatro quilômetros de extensão entre as vilas Capivari e Abernéssia e comporta 64 passageiros em cada viagem, com duração de 30 minutos, sem paradas.

Trem Republicano

O Trem Republicano, que percorre um trecho de 7,6 quilômetros entre Salto e Itu, também implantou, recentemente, passeios às sextas-feiras. O trem oferece diversão a bordo, carro “”pet” e música ao vivo.

O roteiro foi lançado em plena pandemia da Covid, em dezembro de 2020. No último mês de maio, alcançou a marca de 15 mil passageiros transportados entre as duas cidades turísticas, uma média de 830 passageiros por mês, segundo a Serra Verde, empresa que administra a ferrovia.

De sexta a domingo, ele parte às 9h e às 14h de Itu. De Salto, as partidas acontecem às 11h e às 16h.

Maria-fumaça Campinas-Jaguariúna
Rota: estação Anhumas à estação Jaguariúna, passando por outras três no trecho. Duração: 3h30 (completo, ida e volta) e 2h (meio percurso)
Preços: R$ 150 (inteira), R$ 100 (meia-entrada ou ingresso solidário) e R$ 70 (crianças de 6 a 12 anos) no percurso completo; no meio percurso, R$ 120 (inteira), R$ 80 (meia ou ingresso solidário) e R$ 60 (crianças de 6 a 12 anos); viagem à tarde, tarifa única de R$ 70,00.
Atrações: demonstração da operação do trem, música e antigas fazendas. Doando 1 kg de alimento não perecível, turista paga meia.

Maria-Fumaça de Campos do Jordão
Quando: No mês de julho, de sexta-feira a domingo.
Horários: 11h, 13h, 15h e 17h, a partir da estação Emílio Ribas. Duração: 30 minutos (ida e volta) – Trajeto: 4 km
Rota: entre as estações Emílio Ribas e Abernéssia, em Campos do Jordão

Trem Republicano (Salto-Itu)
Rota: entre as Estâncias Turísticas de Itu e Salto
Duração: 40 minutos, num trecho de 7,6 km
Preços: a partir de R$ 87 (inteira), R$ 44 (crianças até 12 anos) e R$ 59 (idosos); moradores das duas cidades pagam meia

Notas

Pesquisa aponta destinos mais procurados

A Associação Latino Americana de Gestão de Eventos e Viagens Corporativas (ALAGEV) divulgou os resultados da “Pesquisa Viagem de Incentivo”, que contou com a participação de 148 respondentes, sendo 34% clientes de 6 estados e 66% agências de incentivo de 11 estados. O objetivo dos dados, é o de conseguir entender o comportamento das agências de incentivo, as próximas tendências do mercado e os orçamentos previstos. Segundo o estudo, as agências de incentivo apontam que para os clientes a Bahia, São Paulo e Ceará são os destinos nacionais mais procurados para os próximos dois anos, já para as agências seriam Ceará, Rio Grande do Sul e Bahia. Enquanto Estados Unidos, México, Argentina, Chile e Portugal são os primeiros do ranking internacional.

Embaixada da Costa do Marfim visita Gramado

Integrantes da Embaixada da Costa do Marfim visitaram Gramado, com o objetivo de aproximar aquele país africano e a Serra Gaúcha. Lamine Kanté e Siaka Quattara foram recebidos pelos CEOs do Festuris, Marta Rossi e Eduardo Zorzanello, renovando a participação da Costa do Marfim na feira deste ano, que acontece de 3 a 6 de novembro, em Gramado. Durante a visita ao município, a comitiva também se encontrou com o vice-prefeito de Gramado, Luis Barbacovi. O país africano pretende aumentar a representatividade do turismo na sua economia, que hoje representa somente 8% do PIB.

 

Linoel Dias, editor de Turismo do Coisas de Agora, é jornalista há 50 anos com passagens pela Folha de S. Paulo, Assessoria de Imprensa da Volkswagen, Assessoria Brickmann & Associados; e Produtora 7Iris. Para pautas e sugestões:  linoel.dias.dias@gmail.com.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui