A Fundação Educar DPaschoal comemora, este ano, 20 anos do Leia Comigo! – projeto de incentivo à leitura que atua com a edição, publicação e distribuição gratuita de livros infantojuvenis no Brasil. Durante toda a trajetória, já foram produzidos e distribuídos mais de 40 milhões de livros, aproximadamente 205 títulos, e impactados cerca de 22 mil mediadores de leitura e 16 mil instituições sem fins lucrativos.

“Os livros trazem conteúdos que promovem valores, diversidade, pluralidade e exercício da cidadania. A premissa é despertar a paixão pelos livros incentivando a leitura e o prazer na busca pelo conhecimento. Os títulos são produzidos por meio de investimento direto, parcerias e Lei de Incentivo à Cultura” explica Simone Santos, coordenadora de projetos da Fundação Educar DPaschoal.

Segundo Simone, a ideia é estimular o gosto pela leitura democratizando o acesso ao livro e estimulando a participação de mediadores para fortalecer a interação entre livro-leitor. “O hábito de ler em conjunto é capaz de fortalecer os vínculos afetivos e a participação ativa na educação desde a primeira infância. Daí o nome Leia Comigo!”, destaca.

Voltado às instituições sem fins lucrativos que atuam com crianças, adolescentes, familiares, educadores e mediadores de leitura, o projeto foi criado em 2000 – neste ano, o acesso ao livro ainda era mais restrito do que se vê hoje. O objetivo era que cada criança tivesse ao menos um livro que pudesse ser levado para casa, compartilhado com a família e com a comunidade. Os títulos são distribuídos em todo o país de forma gratuita para escolas públicas, bibliotecas e organizações sociais sem fins lucrativos, que tenham a intenção de contribuir com acervo de bibliotecas, projetos e ações de incentivo à leitura.

A escritora e ilustradora de Literatura Infantil, Sandra Aymone Pereira da Costa, uma das autoras dos livros da Fundação, conta que, ao todo, foram mais de 50 títulos diferentes que ela teve a oportunidade de escrever. “Acho que poucos autores têm o privilégio de possuir tantos títulos publicados com uma vantagem espetacular: fazer parte deste projeto que distribui os livros gratuitamente a crianças que, muitas vezes, não teriam a chance de possuí-los de outra maneira! É muita felicidade imaginar a alegria delas, e o que o desenvolvimento do amor pela leitura, assim conquistado, poderá acrescentar ao seu futuro!”, destaca Sandra.

Em 2002, a autora foi convidada para escrever uma história para a Fundação Educar. O conteúdo era voltado ao público interno da DPaschoal e fazia parte do projeto Desenhe, Pinte e Conte, em sua primeira edição. “A parceria com a companhia deu tão certo, que, ainda em 2002, ganhei a oportunidade de escrever textos para outras coleções da editora. O primeiro deles, O Pneu Chorão, foi um sucesso, com mais de 1 milhão de livros impressos e distribuídos!”, diz. A autora ainda afirma que a sensação de ter feito alguma diferença para melhor, por mínima que seja, na vida de um educador ou de uma criança, é indescritível.

Os interessados em solicitar os livros – para acervo de biblioteca, ação pedagógica ou roda de leitura, por exemplo – encontram informações no portal do Leia Comigo!. A Fundação tem como foco identificar projetos consistentes de valorização da formação de leitores e cidadãos em todo o país.

Para Liz Regina Zapelini De Bona, Pedagoga, Psicopedagoga Clínica e Institucional, uma das primeiras solicitantes do Leia Comigo!, o projeto é extremamente importante para o desenvolvimento cognitivo de uma criança. Além de aumentar o conhecimento, o hábito aprimora o vocabulário e ajuda na construção textual. “Conheci o programa há exatamente 20 anos. Foi paixão à primeira vista! Como sou professora, queria passar para minhas crianças o gosto e o hábito da leitura. Hoje, posso dizer que, através dos projetos de leitura que faço junto com meus alunos e com o apoio da Fundação Educar, centenas de crianças leram muito e por prazer em ler. O primeiro contato com livro da Fundação foi em uma biblioteca escolar em um município vizinho ao meu. Nossa, fiquei encantada com a qualidade do conteúdo. Lembro do dia que fiz o primeiro Projeto de leitura e fiz a solicitação dos livrinhos. E quando os recebi fiquei muito feliz!”, afirma Liz. De acordo com ela, o programa mudou a vida de muitas crianças e ajudou no aprendizado, auxiliou na alfabetização, na oralidade e na formação de valores.

“Entendemos que para o exercício pleno da cidadania, é preciso garantir que as pessoas desenvolvam a capacidade de interpretar o mundo através da leitura. A democratização do acesso ao livro é uma iniciativa para que todas as crianças e jovens possam despertar o gosto pela leitura e pela busca do conhecimento, reconhecendo-se como protagonistas de suas vidas e agentes de transformação na sociedade”, finaliza Juliana Furlanetti, analista de projetos da Fundação Educar DPaschoal.

Fundação Educar DPaschoal

A Fundação Educar é o investimento social da companhia DPaschoal e há 30 anos atua com educação para a cidadania como estratégia de transformação social. Seus projetos – divididos nos eixos “Educar Para o Protagonismo”, “Educar Para Ler” e “Cooperando com o Social” – visam garantir que as pessoas se reconheçam como protagonistas de suas vidas e de suas comunidades, desenvolvam habilidades e sejam verdadeiras agentes de mudança para um futuro melhor.

Fundação Educar DPaschoal
Alfapress Comunicações

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui