Um dos astros principais de um “time” de produtos que garante o protagonismo da JAC Motors no recém-criado segmento de veículos 100% elétricos, o JAC iEV330P inaugura um novo nicho de mercado.

A julgar pelos lançamentos previstos no restante do mundo, inclusive, o modelo continuará sendo por um bom tempo a única picape elétrica do mercado nacional. Com zero emissão de poluentes, a JAC iEV330P é a picape cabine dupla da JAC Motors destinada ao trabalho que poderá “limpar” as frotas de comerciais leves de empresas e frotistas brasileiros, diminuindo fortemente a média de emissão de CO2.

Como se tem alardeado em todo o planeta, o futuro está no carro 100% elétrico. A JAC Motors, que criou seu primeiro exemplar com propulsão elétrica em 2008, já está na sétima geração de seus modelos, tendo justamente o iEV330P como um dos maiores ícones dessa família de produtos por ser absolutamente exclusivo. Nem no mercado chinês, que vem empregando amplamente ofertas de “zero emissions”, há outro exemplar pertencente a essa categoria de comercial leve.

“Conceitualmente, a picape 100% elétrica tem tudo para alcançar os objetivos de governos e mercado corporativo em diminuir fortemente sua média de emissão de CO2 e outros poluentes, além de ter uma manutenção seis vezes mais barata que os similares a diesel”, aposta Sergio Habib, presidente do Grupo SHC e da JAC Motors Brasil.

Quer baixar a média de emissão de poluentes de sua frota?

Picapes movidas a diesel e equipadas com câmbio automático emitem 250g de CO2 por km rodado, o que se transforma em 10 toneladas de CO2 ao ano (40.000 km por ano). Ou 50 ton de CO2 em 5 anos. O JAC iEV330P? Zero. Ao longo de 25 anos, que é a vida útil média de picapes no Brasil, cada veículo a diesel vendido no mercado emitirá 250 ton de CO2. O JAC iEV330P? Zero.

O JAC iEV330P reduz imediatamente a média de emissões de poluentes do parque de veículos dos frotistas e das empresas. A picape 100% elétrica contempla um anseio cada vez mais frequente no mundo corporativo: a retórica da sustentabilidade como um dos pilares do negócio é transformada em ação! Atualmente, os próprios consumidores e clientes dessas companhias têm exigido compromissos de diminuir emissão de CO2 de operações industriais e de logística. É um caminho sem volta. E que já exibe alguns exemplos práticos.

Primeiros clientes já aprovam o uso da picape elétrica

Desde que as primeiras unidades da iEV330P desembarcaram no Brasil, várias empresas candidataram-se a testá-la, com vistas a aquisições de grandes volumes. Uma dessas empresas foi o Aeroporto Internacional de Guarulhos, que pretende adotar a iEV330P em diversas tarefas operacionais nas pistas.

Numa rede social, a empresa afirmou: “Em parceria com a JAC Motors Brasil, estamos testando picapes e caminhões elétricos aqui no GRU Airport. Os veículos são ecologicamente corretos, livres das emissões de gases poluentes e menor poluição sonora. A empresa é referência mundial na produção de veículos elétricos e ficamos muito felizes de fechar mais essa parceria!”

Já a CPFL, que atua na distribuição de energia elétrica no interior de São Paulo, adquiriu a iEV330P para um projeto-piloto de eletrificação total de sua frota na unidade de Indaiatuba, SP. “A JAC Motors foi a única marca a nos atender em todos os segmentos: carros de passeio, picapes e caminhões, com prazos adequados de entregas e preços justos”, explicou Bruno Artioli, gerente de Frotas e Mobilidade da CPFL.

E as autoridades caminham junto às empresas nessa proposta sustentável: várias metrópoles como Londres, Paris, Berlim, Estocolmo, Beijing e Shangai têm anunciado severas restrições à circulação de caminhões movidos diesel, o que logo acabará acontecendo também nas grandes cidades brasileiras.

Eficiência no desempenho, mesmo com carga total

Sem contar as dimensões da caçamba, das quais descreveremos a seguir, a grande estrela do iEV330P é o conjunto motriz. Dotado de baterias de fosfato de ferro-lítio com 67,2 kWh de capacidade máxima de carga, a picape da JAC possui um motor com 150 cv de potência e 330 Nm de torque – daí, inclusive, o nome de batismo do veículo, enfatizando o torque máximo.

Com essa receita, mesmo dispondo de peso em ordem de marcha de 2.200 kg – só as baterias pesam 364 kg –, o iEV330P é extremamente eficiente em duas grandezas geralmente incompatíveis em carros com motores a combustão: ele é muito econômico e, ao mesmo tempo, oferece um desempenho satisfatório em condições de trabalho, com carga total.

Custo por km rodado é até 5 vezes mais barato

Capaz de rodar 320 km com a carga completa, o que dá, em média, um consumo de 21 kWh por 100 km, o iEV330P é a picape com o menor custo por km rodado do mundo. Para recarregá-lo por completo, considerando o custo médio (há variação por Estado brasileiro) de R$ 0,55 por kW, consumidor desembolsará R$ 37.

“Encher o tanque” por esse valor e rodar 320 km significa, em linhas gerais, um custo por km rodado cinco vezes menor do que um modelo com motor a diesel! As picapes tradicionais do mercado brasileiro, equipadas com transmissão automática, fazem, em média, 6 km/l no circuito urbano. Andar 320 km, portanto, exigirá 53 litros de óleo diesel que, hoje, na bomba, significarão uma despesa de R$ 196 (5,3 vezes mais cara!)

E para recarregar as baterias?

Na hora de recarregar as baterias de iEV1200T, a carga lenta em corrente alternada (obtida através de um carregador wallbox de 7,4 kW) será de 8 horas de 20 a 100%. Como é um veículo que se destina aos frotistas, no entanto, as instalações elétricas dessas empresas costumam adotar a opção de carregamento rápido em corrente contínua (obtida através de um carregador de 40 kW): o tempo de recarga, caso se opte de 20 a 100%, será de apenas 1h30.

Equipado com sistema de ação regenerativa chamado i-Pedal, o sistema de propulsão do JAC iEV330P aproveita as desacelerações e recarrega as baterias – o motor deixa de consumir energia e se torna momentaneamente um “gerador”. Resultado: se o motorista for cuidadoso nas acelerações e não usar o ar-condicionado, o iEV330T entregará uma autonomia superior aos 320 km.

Custo de manutenção muito mais em conta

Já o custo de manutenção é um capítulo à parte. Devido à racionalidade do projeto de um modelo elétrico, há uma infinidade de peças que não faz parte da arquitetura construtiva do iEV330P, o que, além de simplificar o processo de montagem do veículo, acaba barateando seu custo de manutenção.

Desempenho surpreende

Os 330 Nm garantem arrancadas vigorosas. E aqui é necessário realizar uma explicação do porquê que isso ocorre: um motor a combustão, por princípio, entrega uma faixa de torque em formato de parábola (valores modestos em baixos e altos giros, com picos em regime médio de rotações). Já as unidades motrizes 100% elétricas garantem o torque máximo em qualquer situação. É o tal do “torque plano”, isto é, você vai dispor dos 330 Nm desde o momento em que ligar o carro.

Caçamba é um dos destaques

Conceitualmente, as picapes possuem uma contradição costumeira: ou o designer prepara uma cabine espaçosa para os passageiros e economiza na caçamba, ou produz uma proposta de cabine simples quando quer criar um espaço maior de carga.

Na iEV330P, as duas razões foram contempladas: com 5,615 mm de comprimento, ela é tão espaçosa no interior da cabine, acomodando cinco passageiros tranquilamente (largura total de 1,88 metro), como abusa de espaço na área de carga. A caçamba é muito mais comprida que os similares a diesel nacional – suas medidas internas são de 1,81 metro de comprimento por 1,52 metro de largura).

Interior sofisticado

Toda a parte interna do JAC iEV330P foi redesenhada com o intuito de atender ao público corporativo. Nem por isso a picape possui acabamento espartano. O quadro de instrumentos integralmente digital possui dois grandes mostradores que imitam escala analógica: à esquerda, fica uma espécie de potenciômetro, que indica o percentual de potência instantânea usada pelo motor elétrico. À direita do velocímetro.

Na tela central, o motorista encontra uma “pilha”, que aponta a carga restante de bateria e um segundo velocímetro digital, além do consumo instantâneo em kWh e dos hodômetros (parcial e totalizador).

Como diferencial de acabamento, o JAC iEV40 incorpora molduras acetinadas que envolvem o quadro de instrumentos e as aletas de ventilação, compondo um cenário visivelmente de bom gosto com as superfícies pretas e revestidas em couro (soft touch) que compõem o restante do painel.

O volante de direção é multifuncional, com teclas à direita que controlam o áudio. Já o revestimento dos bancos e dos painéis de portas é marrom e de tecido, privilegiando a praticidade de uso.

Central multimídia tem tela de 7 polegadas

Como outro destaque, o JAC iEV330P exibe um aparelho de multimídia com tela de 7 polegadas, que incorpora câmera de ré. Inédito em carros dessa categoria, o sistema multimídia, totalmente intuitivo, possui conexão Bluetooth, leitor de MP3 e entrada USB.

Sistema VPS é segurança para pedestres

Por funcionar com um nível de ruído baixíssimo, quase imperceptível para quem está dentro do carro, o JAC iEV330P torna-se um risco para pedestres em geral, em especial aqueles com deficiência visual. Alertados no trânsito das grandes cidades pelo ronco dos motores, as pessoas que transitam pelas ruas poderiam sofrer algum acidente, como um atropelamento, pelo simples fato de não notarem a aproximação do carro.

Para prevenir esse risco, a JAC Motors desenvolveu o sistema VPS, um alerta sonoro que emite “beeps” intermitentes do lado de fora do carro até 25 km/h. Isso o torna possível de ser identificado por esses deficientes.

Lista de equipamentos é vasta, como todo JAC Motors

O modelo trazido pela JAC Motors é completíssimo. Sem opcionais, ele vem dotado de diversos equipamentos de série:
• Ar-condicionado
• Direção com assistência eletro-hidráulica
• DRL – luzes diurnas em LED
• Faróis com regulagem elétrica de altura do facho
• Faróis de neblina (dianteira)
• Lanterna de neblina (traseira)
• Brake-light
• Alças de segurança dianteiras e traseiras
• Para-sol com espelho iluminado (motorista e passageiro)
• Retrovisor interno antiofuscante
• Bancos revestidos em tecido marrom ecológico
• Airbag duplo frontal
• Portas com barras de proteção lateral
• Aviso de cinto não acoplado
• Imobilizador
• Freio ABS com EBD
• BOS – Brake Overide System (pedal “inteligente” de freio)
• VSP – Alerta sonoro para pedestres (até 25 km/h)
• Kit de ferramentas para reparo de pneu
• Sensor de capô aberto
• Sensor de estacionamento traseiro
• Vidros elétricos dianteiros e traseiros com sistema antiesmagamento
• Câmera de ré
• Entradas USB no console central do painel e no banco traseiro
• Central multimídia com tela de 7 polegadas

Preço sugerido é de R$ 289.900.

Grupo SHC / JAC Motors Brasil
Eduardo Pincigher
epincigher@gruposhc.com.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui