O BMW Group avança na ofensiva de liderar a transformação da indústria da mobilidade com desenvolvimento de engenharia em diversas partes do mundo. Assim como suspensão, chassi, motores e componentes de hardwares, os produtos digitais são cada vez mais decisivos para entusiasmar os clientes. Em meio a um processo de expansão dos núcleos de desenvolvimento de software em todo mundo, a marca expande suas equipes de desenvolvimentos também no Brasil.

No País, o núcleo de engenharia foi criado em 2014 pelo BMW Group e em 2017 se intensificou com o propósito de atender não apenas ao mercado interno, mas também às demandas globais de tecnologia do BMW Group. Atualmente, o núcleo brasileiro, composto por seis equipes, integra um hub global, que é responsável pelo desenvolvimento de novas tecnologias vinculadas aos aplicativos BMW e MINI Connected. Além disso, as equipes nacionais também são responsáveis pela implantação dos apps em novos mercados em todo o mundo, com bons resultados alcançados em países como Canadá e Rússia.

No projeto, são utilizadas modernas metodologias para desenvolvimento de software, sempre alinhadas ao padrão mundial da marca. Protagonista atual, a metodologia Ágil busca alcançar um ambiente altamente colaborativo, auto gerenciável, flexível e que trabalha com foco no valor entregue aos usuários. “Temos um bom retrospecto em desenvolvimento de software no Brasil. O time está motivado, é criativo e possui as competências técnicas necessárias nos mais modernos processos de desenvolvimento. O Brasil, particularmente, se sobressai na boa utilização do Ágil com seus princípios e ferramentas” afirma Jens Klingseisen, Gerente Sênior de Engenharia da BMW do Brasil.

Em processo de expansão, os planos preveem a ampliação do núcleo para 10 equipes até o final de 2022. A experiência positiva e os bons resultados apresentados pelo núcleo nacional incentivam esta expansão. “Para a BMW, como empresa de tecnologia, é importante ter acesso aos melhores talentos em desenvolvimento de software mundialmente. No Brasil, encontramos circunstâncias favoráveis, com excelentes universidades, polos de tecnologia em expansão e cultura de uso de aplicativos” afirma Herbert Negele, Diretor de Engenharia da BMW do Brasil.

Além de fornecedores e desenvolvedores para atender a demandas globais voltadas ao BMW e MINI Connected, as equipes que operam no Brasil também atuam com soluções em nuvem (Cloud), visando otimizar o desempenho de funcionalidades, garantir a segurança no tratamento de dados e ampliar cada vez mais o horizonte dos serviços digitais atuais e futuros da marca.

O núcleo nacional integra, por exemplo, o hub responsável pelo desenvolvimento da tecnologia Remote 3D View, vinculada ao app BMW Connected. O sistema utiliza as câmeras existentes no veículo para fornecer uma visão 360º de seus entornos, acessível pela interface dos aplicativos BMW Connected, em veículos compatíveis. Com isso, o usuário, de dentro de um restaurante, teatro ou evento que se encontra, pode eventualmente checar se o veículo se encontra seguro no local que foi estacionado ou até mesmo verificar os arredores do carro momentos antes de seguir o embarque.

BMW Group Brasil
Máquina Cohn & Wolfe

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui