O INCT-HYMPAR – Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia dos Hymenoptera Parasitoides, na UFSCar – Universidade Federal de São Carlos, tem um novo espaço para pesquisa. O prédio com mais de 300 m² foi projetado pela equipe da SeGEF – Secretaria Geral de Gestão do Espaço Físico, da Universidade, viabilizado pela ProAd – Pró-Reitoria de Administração  e Reitoria da Universidade.

“Nossa equipe esteve engajada, sempre buscou o melhor para a UFSCar e concluímos mais um edifício que vai fortalecer a nossa infraestrutura de pesquisa”, afirmou a Reitora da UFSCar, Wanda Hoffmann.

O obra foi viabilizada com recursos da própria Universidade e de órgãos de fomento, como o CNPq – Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. “A gestão da UFSCar não mediu esforços para a viabilização dessa construção. Para nós, da engenharia civil e arquitetura, inaugurar uma obra é sempre um momento muito especial. Inaugurar o edifício INCT-HYMPAR é um desses momentos especiais que eu guardarei na minha memória”, afirmou o Secretário-Geral de Gestão do Espaço Físico, José da Costa Marques Neto.

O novo prédio irá abrigar as atividades de pesquisa, ensino e extensão de grupos de vespas que atuam como parasitoides de outras espécies de artrópodes. “Concretizamos um importante objetivo relacionado aos projetos que vêm sendo desenvolvidos há cerca de 40 anos, quando decidimos pelo estudo da biodiversidade brasileira e escolhemos um grupo de vespas cujas larvas se desenvolvem dentro ou sobre o corpo de outros insetos”, contou a Coordenadora do INCT-Hympar, Angélica Maria Penteado Martins Dias, docente do DEBE – Departamento de Ecologia e Biologia Evolutiva.

O INCT-HYMPAR é um centro de investigação e gestão da biodiversidade da Região Sudeste. O instituto tem como missão promover uma maior consciência sobre o valor da biodiversidade para estimular a sua conservação e melhorar a qualidade de vida do homem. O trabalho envolve Universidades, empresas, institutos de pesquisa e outras entidades públicas e privadas nacionais e internacionais.

“Esse novo espaço é bastante importante para a continuação das pesquisas que já vêm sendo desenvolvidas nessa área e vêm contribuído enormemente com a ciência brasileira, assim como a UFSCar”, destacou o Pró-Reitor de Pesquisa, João Batistas Fernandes.

Para a Coordenadora de Apoio a Parcerias Institucionais, do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), Fernanda Simões da Veiga, uma vitória para os INCTs. “O cientista é um guerreiro. A Professora Angélica e toda a equipe estão de parabéns. O trabalho do INCT junto com outros grupos é bastante importante. Os INCTs são, hoje, uma realidade vitoriosa”.

“Nessa linha de pesquisa já foram formados dezenas de estudantes, em diferentes níveis, desde iniciação científica até o doutorado. Muitos daqueles aqui formados constituem, hoje, outros grupos de pesquisas em diferentes regiões do país, dando, assim, continuidade ao nosso trabalho”, concluiu Angélica Maria Penteado Martins Dias.

Universidade Federal de São Carlos
Coordenadoria de Comunicação Social

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui