A Jaguar Mining busca promover o crescimento e o desenvolvimento das comunidades onde atua. Por meio do programa Sementes da Sustentabilidade, criado em 2017, a mineradora vem estimulando e apoiando o trabalho de organizações e projetos locais que contribuem para trazer vitalidade social, cultural e econômica para suas comunidades.

Ao longo de 2020, a pandemia não impediu que ações e projetos fossem assistidos pela mineradora. “Acreditamos que toda organização ou projeto social é uma ‘semente’ que, com o devido apoio, poderá germinar, produzir resultados e se consolidar como exemplos positivos”, disse Carla Tavares, Gerente Jurídica e de Relações Externas da Jaguar Mining.

O Programa estimula a interação com outras empresas, governos e organizações, visando tecer redes de parcerias para as entidades, além de oferecer consultorias para estruturar projetos e serviços dos participantes e atua como mediador no envolvimento de empreendedores locais em mecanismos de incentivo e financiamento. Além disso, contribui para mapear, mobilizar e fortalecer uma rede de parcerias para as iniciativas, além de promovê-las através da criação de canais de comunicação e da organização de Redes de Apoio e Parcerias.

São nove projetos distribuídos em cinco municípios mineiros (Barão de Cocais, Caeté, Conceição do Pará, Pitangui e Santa Bárbara), que, juntos, atuam diretamente com crianças, jovens, adolescentes e idosos nas áreas da cultura, da educação, do esporte, da organização comunitária e da geração de trabalho e renda.

Em 2020, os projetos assistidos pela Jaguar por meio do programa Sementes da Sustentabilidade foram o Projeto Dito, em Santa Bárbara (Esporte); a AAMORN – Associação de Amigos e Moradores de Rancho Novo (Organização Comunitária) e o Grupo de Bordadeiras Historiarte (Cultura e Geração de Trabalho e Renda), ambos de Caeté; o Caminho Melhor (Esporte) e o Centro Cultural Pró-Amor (Sociocultural); a Banda de Música José Viriato Bahia Mascarenhas (Cultura) e o Centro Cultural Affonso Arinos R. Pena (Cultura), ambos de Pitangui; e o Conselho Comunitário de Casquilho (Organização Comunitária) e a Organização Viva Vida (Geração de Trabalho e Renda), de Conceição do Pará.

Incentivos Fiscais

Como forma de fomentar ainda mais o desenvolvimento local e fortalecer relacionamentos com as comunidades, a empresa utiliza também os mecanismos de incentivos fiscais que possibilitam o acesso à cultura, ao esporte e à cidadania, contribuindo com a educação, a inclusão social e o desenvolvimento integrado nas comunidades onde atua. Em 2020, aproximadamente R$ 1 milhão foi destinado pela mineradora à projetos culturais, esportivos, ao Fundo do Idoso e ao Fundo da Infância e Adolescência.

Por meios de leis de incentivo, as prefeituras, os governos estaduais e o Governo Federal, permitem aos contribuintes do ISSQN, IPTU, ICMS e do Imposto de Renda, deduzir dos valores a serem recolhidos desses tributos e alocar esses recursos em projetos culturais, sociais (segmentos da infância, adolescência e idoso) e esportivos.

Em 2021, a empresa pretende continuar apoiando projetos sérios, responsáveis e comprometidos com o desenvolvimento das comunidades.

Jaguar Mining

A Jaguar Mining é uma empresa brasileira, de capital estrangeiro, que produz e explora ouro no Quadrilátero Ferrífero em Minas Gerais. Atualmente, os ativos em operação são o Complexo CCA, formado pela Mina Pilar, em Santa Bárbara, e a Planta de Beneficiamento Roça Grande, em Caeté, e o Complexo de Mineração de Turmalina, em Conceição do Pará, que opera a Mina Turmalina. A Jaguar conta ainda com ativos de potencial futuro para exploração e operação.

Jaguar Mining
Link Comunicação Empresarial

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui