As quinze marcas filiadas à Abeifa – Associação Brasileira das Empresas Importadoras e Fabricantes de Veículos Automotores, com licenciamento de 4.909 unidades, das quais 2.010 importadas e 2.899 veículos de produção nacional, anotaram em janeiro último queda de 0,4% ante igual período de 2020, quando foram comercializadas 4.930 unidades.

Na importação, as 2.010 unidades vendidas significaram redução drástica de 16,5% ante as 2.407 unidades de janeiro de 2020; enquanto na produção nacional – com 2.899 unidades – houve aumento de vendas de 14,9% ante as 2.523 unidades de 2020.

Ante o mês de dezembro de 2020, os veículos importados registraram queda de 17%. Foram 2.010 unidades em janeiro de 2021 contra 2.422 unidades de dezembro de 2020. De outra parte, os licenciamentos de veículos aqui produzidos por associadas à Abeifa caíram 34,7%. São 2.899 unidades ante as 4.440 unidades de dezembro último.

“O ano de 2020 foi extremamente difícil para o nosso setor, por conta da pandemia e da desvalorização do câmbio. Agora o ano começa, para a importação, ainda muito lento, registrando reduções expressivas de vendas sobre bases fracas do ano passado”, analisa João Henrique Oliveira, presidente da Abeifa.

Nesse sentido, a entidade reforça e insiste em seu pleito de redução da alíquota do imposto de importação, passando dos atuais 35% para 20%, porcentual equivalente à Tarifa Externa Comum do Mercosul, diante do panorama persistente de alta do dólar e do euro, principais moedas de negociação internacional de importação.

Participações

Em janeiro último, com 4.909 unidades licenciadas (importados + produção nacional), a participação das associadas à Abeifa foi de 3,02% do mercado total de autos e comerciais leves (162.567 unidades). Se consideradas somente as unidades importadas, as associadas à entidade responderam por 1,24% do mercado interno brasileiro.

Saiba mais
Emplacamento por marcas
Emplacamento por modelos importados
Emplacamento por modelos de produção nacional

Abeifa
Textofinal de Comunicação Integrada

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui